segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Com esta crise...

Segundo lista publicada no site da Direcção-Geral das Autarquias Locais, Sesimbra integra a lista de Municípios com prazo médio de pagamento superior a 90 dias, encontrando-se à data de 30/06/2010 com um prazo médio de pagamentos de 196 dias.

Quanto ao endividamento, segundo a mesma fonte, Sesimbra contava à data de 31/12/2009 com 17.480.883 € de endividamento líquido.

Caso tenha curiosidade em saber mais consulte

Portal Autárquico

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Desorientação estratégica

O festival Super Bock Super Rock deu-nos a possibilidade de vermos no Meco (concretamente Jardia) a actuação de nomes sonantes que muitos de nós não pensávamos ser possível.
Sem desprimor com os restantes, sinceramente adorei a actuação do Prince e as duas interpretações da Ana Moura, aproximando duas culturas tão diferentes e tão iguais.
Com alguns aspectos organizativos a melhorar, valeu bem a pena!
No entanto, ao observar a grande afluência de público e ao receber inclusive em minha casa algumas colegas que não conseguiram alojamento, levou-me a reflectir mais uma vez sobre a falta de condições que o nosso concelho oferece aos seus visitantes e aos próprios residentes.
De facto, parece existir uma desorientação estratégica relativamente ao nosso concelho. A freguesia do Castelo que detém a maioria da costa, além de algumas situações pontuais de turismo de habitação, não consegue oferecer alojamento e um conjunto organizado de actividades. Continua-se a fazer uma aposta grande no centro de Sesimbra, que concentra unidades hoteleiras e animação. Parece já ser bom para a freguesia do Castelo contentar-se com a chegada do saneamento básico 36 anos após o 25 de Abril.

sábado, 12 de junho de 2010

O nosso concelho

Olá caríssimos,

Após algum tempo de interregno, por motivos de força maior, volto a partilhar a minha opinião sobre o nosso tão nobre concelho:

1 – Ainda sobre a obra do Arquitecto Conceição Silva
A algum tempo atrás foi publicado num jornal de tiragem nacional um artigo sobre o evento promovido pela Ordem dos Arquitectos à obra do Arquitecto Conceição Silva e no qual o nosso concelho não saiu prestigiado.
Estive presente nesse evento e pareceu-me unânime a opinião de que com a obra do arquitecto Conceição Silva Sesimbra sai valorizada, desde que a preserve.
Agora que se fala tanto do Plano Estratégico do Turismo, pergunto-me: O que estamos à espera para darmos sinais de preservar a obra deste prestigiado arquitecto e criamos um circuito turístico para profissionais e restantes interessados?
2 – Continuando na onda de preservar o património do nosso concelho
Ainda não tive oportunidade de dar os meus Parabéns ao Carlos Sargedas e a todos os quanto a ele se associaram para ajudar o Cabo Espichel através do Programa Requalificação do Cabo Espichel.
3- E a limpeza do existente?
Não sei quem é o responsável pela limpeza do Empreendimento Mar da Califórnia, mas há muito tempo não existe uma limpeza eficaz às duas escadas de acesso ao parque. Francamente, a impressão que se deixa a quem nos visita e até ao próprios residentes não é nada agradável.

terça-feira, 9 de março de 2010

Visita à obra do arquitecto Conceição e Silva

No próximo sábado, dia 13 de Fevereiro, a obra do arquitecto Conceição e Silva no concelho de Sesimbra estará em destaque fruto de uma parceria entre a Ordem dos Arquitectos e a Câmara Municipal de Sesimbra e que envolve uma visita à obra, conduzida pelo Professor Doutor Michel Toussaint, a projecção do documentário “E Era o MAR”, de José Fonseca e Costa, e um debate.

Embora a participação tenha um custo de 30 € (inclui visita, almoço, documentário, oferta do DVD e debate) considero que é um programa muito interessante para os Sesimbrenses ficarem a conhecer três obras de arquitectura singulares e um pouco como era Sesimbra na década de 60, através do visionamento do documentário “E Era o Mar”.

Para mais informações consulte:

http://www.cm-sesimbra.pt/pt/conteudos/noticias+e+eventos/noticias/Conceição+Silva.htm

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Projecto MARGov



Hoje, pelas 18h30, realiza-se no Auditório Conde Ferreira em Sesimbra o 2º Fórum Alargado aberto a todos os que queiram participar no âmbito do projecto MARGov.

Negócio de peixe fresco ao domicílio é um êxito - JN

Mais uma empresa criada por conterrâneos e com sucesso.

Quando se diz que o concelho de Sesimbra tem de atrair recursos humanos qualificados, não nos esqueçamos que o concelho produziu e produz jovens qualificados, que muitas vezes se vêem obrigados a sair de Sesimbra à procura de trabalho.

Apostemos do que é nosso, divulgando os nossos produtos, como é o caso destes Sesimbrenses.

Negócio de peixe fresco ao domicílio é um êxito - JN

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Workshop sobre o Plano Estratégico de Turismo do Concelho de Sesimbra

No passado sábado, dia 30 de Janeiro, estive presente na Workshop sobre o Plano Estratégico de Turismo do Concelho de Sesimbra.
Numa sala onde estavam representantes da CMS, da empresa Augusto Mateus & Associados, empresários locais e particulares, foram dadas várias sugestões, entre as quais:
-A aposta na formação e recuperação de actividades tradicionais do concelho, como por exemplo a pesca e a pedra (Canteiros);
-A importância das alterações climáticas;
-A Preservação da Mata de Sesimbra como factor “impeditivo” da expansão urbana da zona Sul;
-A defesa de um turismo assente na história, natureza e actividades tradicionais e não um turismo de massas;
-O estabelecimento de sinergias com concelhos limítrofes, como por exemplo a recuperação da Rota dos 3 Castelos;
-A aposta em marcas próprias, como a marca Meco;
-Evitar o surgimento de grandes superfícies que descaracterizam a terra e anulam o comércio local;
-Encontrar uma outra forma de financiamento da CMS sem ser maioritariamente a construção;
-“Aproximar o Porto de pesca” do núcleo da vila de forma a estimular, as pessoas que procuram Sesimbra para a realização de outras actividades como o mergulho, a procura do comércio local;
-A aposta numa divulgação selectiva do Turismo;
-A criação de ciclovias;
-A requalificação do património;
-Os acessos como factor crítico.
Numa sessão interessante, penso que havia espaço para mais alguns intervenientes. Não deixe os outros decidirem por si. Participe!